O castelo de areia de Carmen Mayrink Veiga

Uma vida marcada pela alta-costura. Jantares black-tie ao lado de Lady Di e Rainha Elizabeth II. Carmen Therezinha Solbiati Mayrink Veiga sempre fez parte do jet-setter internacional.Filha do Cônsul da Itália, Carmen conviveu com um luxo jamais existente na história do Brasil. Pela Vogue americana, foi considerada umas das pessoas mais chiques da América do Sul.

Carmem nasceu em Pirajuí, interior de São Paulo. Descendente de italianos, sua família se estabeleceu no Brasil com a produção cafeeira.

Freqüentadora dos maiores desfiles franceses, casou-se em 1956 com o multimilionário Antonio Alfredo Mayrink Veiga. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ganhou o título de “locomotiva da cidade”.Com o casamento vieram seus dois filhos: Antenor e Antonia e uma estada de mais de 20 anos em Paris, em um sofisticado apartamento de frente ao Rio Sena.

Esbanjando dinheiro e glamour, Carmen chegava a encomendar até 8 vestidos de alta-costura por estação – cada um custando em média 60 mil dólares.Teve o privilégio de ser a única mulher citada na biografia de Yves Saint Laurent, amigo íntimo nos tempos de glória. Seu guarda roupa era assinado por Valentino, Pierre Cardin, Azzaro. Nos finais de semana, os Mayrink eram convidados a caçar perdizes e faisões nas redomas dos castelos da França, Áustria e Escócia.Em uma dessas caçadas, Antonio gastou mais de 150 mil dólares para abater grandes animais.

A história dos Mayrink foge de qualquer realidade até hoje vista. Carmen foi retratada por pintores como Portinari,Pablo Picasso,Romero Britto,Andy Warhol e Di Cavalcante e em 2003 teve seus vestidos expostos na Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa. Carmen,com seu estilo de vida tao exclusivo, serviu de inspiração para a atriz Marília Pêra na novela “Duas Caras”. A atriz deu conta do papel, fazendo uma divertida socialite carioca e transbordando requinte.

Hoje, com uma dívida de 20 milhões de dólares, Carmen e Antonio ainda conseguem manter o status. A empresa do casal – fábrica de armamentos para a Guarda Nacional – entrou em crise em 1990.Vivem num luxuoso apartamento no Rio de Janeiro, com vista para o Pão de Açúcar.Leiloaram o antigo carro Rolls – Royce e devolveram o apartamento alugado em Paris. Carmen se encontra em uma cadeira de rodas devido a uma doença degenerativa. Antonio teve um infarto, mas se mantém firme, controlando as dívidas da família. Numa entrevista para revista Veja, confessou estar exausto em meio a tantos problemas jamais imaginados.

Do alto de seus 1.78m, Carmen mantém a pose. Não participa de desfiles europeus e nem comparece aos grandes eventos. Mas sabe de sua exclusividade na história do país.

Foto: zipar.blogspot.com

About these ads

Deixe um comentário

Arquivado em Mosaico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s